Análises de metais pesados

O Laboratório Central do Estado do Pará está em constate renovação tecnológica e está implantando a Central Analítica, o qual realizará exames de solo, água, alimentos, produtos e medicamentos.

Esta semana foi realizado o treinamento no equipamento para análises de metais pesados. Este equipamento é capaz de determinar a concentração de metais nas amostras, “este equipamento de alta tecnologia é capaz de determina a concentração de quase todos os metais, semimetais e ametais da Tabela Periódica nas soluções”, explica Ricardo Prado, Químico de aplicações, responsável pelo treinamento técnico. “ Faremos o treinamento técnico e também a consultoria remota até as análises entrarem operação no Lacen/Pa”.

Os metais estão presentes em praticamente todo o meio ambiente. Alguns podem ser classificados como essenciais para os ecossistemas em geral, ex. cálcio, potássio, sódio, magnésio, ferro, zinco, cobre, estanho, vanádio, cromo, manganês, molibdênio, cobalto e níquel. No entanto, a presença desses metais associadas às partículas presentes no ar contribui para a contaminação dos ecossistemas aquáticos e terrestres.

 

“Após a implantação das análises a matriz de referência serão o solo, alimento, água e produtos de controle da Anvisa, principalmente o teor de sódio nos alimentos e água”, informa Rosane Loiola, responsável técnica, juntamente com Ronaldo Magno, pelas análises. “As atividades iniciarão logo após o treinamento, o qual está sendo conduzido de técnica e prática e após a validação do método, começaremos o processo de acreditação junto ao INMETRO”. Rosane Loiola diz que a acreditação junto ao Instituto Nacional de Metrologia será importante para o Laboratório Central, pois agregará mais serviços oferecidos a sociedade.

Sonia Lima

Ascom/lacen/Pa

Você também pode gostar...